Etiquetas

Nesta declaração, o PCP denuncia o negócio de socialização dos prejuízos do Banif, enquanto se mantém privada a fruição de benefícios. Nesta declaração, o PCP denuncia que mais 1 100 000 000 euros vão sair directamente dos bolsos de quem vive do seu trabalho para entrar nas contas de um banco que não vale 600 milhões e assim substituir os accionistas privados que o continuarão a gerir mas sem assumir os riscos da recapitalização.

Neste debate parlamentar, o PCP marcou o início do debate sobre este “amparo público” aos criminosos e parasitas privados. O PCP foi o primeiro partido a fazê-lo.

Hoje, no diário económico, BE e PS surgem destacados como os partidos que querem explicações sobre o Banif.