Etiquetas

A esmagadora maioria dos assalariados franceses confirmou dia 12 o seu repúdio ao pacote da reforma de Sarkozy. Apesar de o governo proclamar que os jovens não eram afectados pelo pacote, estes participaram amplamente do movimento. Exactamente 66% dos franceses são favoráveis a um endurecimento do protesto, inclusive com greves prorrogáveis.
Foram 3,5 milhões de manifestantes em todo o país: 145 mil em Toulouse, 230 mil em Marselha (c/ paralização de refinarias de petróleo), 72 mil em Grenoble, 330 mil em Paris, 45 mil em Lyon, 130 mil em Bordeaux, 60 mil em Rennes. Por toda a parte os números ultrapassaram os das manifestações anteriores. Ver http://www.cgt.fr/

Os jornais portugueses que se trombeteiam como “referência” procuraram cuidadosamente minimizar tais notícias – assim como pouco ou nada dizem da Greve Geral convocada pela CGTP-IN para 24 de Novembro .